Dos tipos de relacionamentos “ruins”, o da sexualidade tóxica é o que mais envolve mitos – e um dos maiores motivos para a busca de terapia. Para não ser intoxicado por esse tipo de relação, fuja dos mitos, pare de medir a satisfação alheia e fale sobre o tema com o outro. O parceiro que sempre diminui e desqualifica o outro, inclusive na frente das demais pessoas, está buscando um culpado para os seus problemas. Além disso, se você escolheu aquela pessoa para dividir a vida, é porque certamente viu qualidades em um primeiro momento”. E não se esqueça de assumir a sua parcela de responsabilidade nas coisas. Busque a ajuda de um psicólogo – Se vocês sentem que o relacionamento está caminhando para um rumo incerto, a Terapia de Casal pode ser uma excelente dica para solucionar esse problema.

Nesse contexto, compreender que as diferenças fazem parte da dinâmica é a chave de sucesso de todo relacionamento. Discordâncias devem ser resolvidas com respeito mútuo e peito aberto. “É trágico partir do princípio de que só eu tenho razão e o outro precisa se submeter ao meu ponto de vista”, analisa Carrion. “Ela faz toda a diferença em um lar numa situação estressante”, afirma Ana. Lidar com tranquilidade e educação reforça laços de confiança, cuidado e segurança. O isolamento pode despertar gatilhos que já causavam ansiedades.

Use esta oportunidade para entender melhor como expressar mais amor ao seu cônjuge e gerar segurança em seu relacionamento. Quando começamos a fazer exercícios em uma academia, logo ficamos com os músculos doloridos e achamos o treinamento pesado.

Como Manter A Vida A Dois Quando Chegam Os Filhos

Mas é preciso ter cuidado para que uma conversa mal guiada não gere sofrimento e piore a relação. Sem uma comunicação aberta, racional e sincera é impossível colocar em prática a autocrítica necessária para gerar mudanças de comportamento. Não raro, a insatisfação com o relacionamento é vista apenas por uma das partes, enquanto o outro, acostumado, se sente satisfeito com tudo e não vê necessidade de mudar. No entanto, isso requer que as duas partes se reinventem a si mesmas também. Esta é uma das perguntas mais difíceis de responder, já que é uma situação que varia de casal para casal, do seu modo de viver e dos seus objetivos a longo e curto prazo. Depois de algum tempo em relacionamentos longos, não é raro que o casal ou parte dele comece a se perguntar se a relação ainda é baseada no amor ou se já virou costume.

amor e relacionamento conjugais

Talvez uma alternativa seja viver o presente com o que nos faz bem, nos dá prazer e nos faz mais felizes. O amor é muito importante, mas é frágil e precisa de extremos cuidados. No amor, qualquer deslize pode quebrar, ou no mínimo, trincar a relação.

Esse pilar é muito importante, sem isso, o relacionamento não é sustentável nem gratificante para o casal. Sinta-se honrado por compartilhar a vida com seu parceiro, pois de uma infinidade de opções ele escolheu compartilhar a vida com você, sempre valorize isso.

A empatia, capacidade de se colocar no lugar do outro, é um bom conceito para se ter em mente durante a construção de um relacionamento saudável. O equilíbrio entre individualidade e mutualidade é um desafio constante na vida de um casal. Porque é complexa a construção de um relacionamento onde cada um tenha espaço para exercer sua individualidade. Por cantadas de amor isso é importante ter consciência da existência de diferentes formas de amar. Sem contar que, cada indivíduo se identifica com uma maneira diferente. Em um relacionamento saudável, a variedade de perspectivas deve ser entendida como normal. Entretanto, é difícil fazer um relacionamento de pessoas diferentes não apresentar disparidade de opiniões.

Inicia-se quando os dois estabelecem um compromisso de fazer parte dessa relação em toda a sua amplitude, independentemente de poderem cumpri-lo ou não. Muitas vezes os problemas são causados por falhas de comunicação. Embora algo possa te incomodar, não necessariamente, incomoda outras pessoas.

Portanto, é importante que cada casal se exercite na percepção de que podem ser os “cupins do relacionamento”, que estão corroendo o seu casamento. Assim sendo, será possível perceber que nem sempre são as grandes coisas que corroem a satisfação da convivência a dois.

Leave a comment

Your email address will not be published.